quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Caminhada na cidade



Consigo ver a cidade a circular de uma forma que não estou habituado.
Uma caminhada em que consigo estar totalmente atento, perceber que as pessoas são todas iguais. Todas buscam o seu bem estar e quando apanhamos diálogos ao passar, a utilização de expressões banais estão presentes em todo o lado.
"vai-se indo" ; "um dia de cada vez" "aquele cabrão ficou com o dinheiro"; "sem esforço ninguém consegue as coisas" e muitas outras que foram oferecidas quando dei a caminhada desperto para o que está à nossa volta.

Nesta caminhada, estava com sentido em perceber o que a cidade necessita de negócio. Algo em que eu pudesse criar o meu emprego, proporcionar o meu próprio trabalho ia ser proveitoso para gerir todo o meu tempo, sem que tenha uma entidade patronal a definir os objectivos, conseguir ter uma vida ao meu gosto.

Sim, é verdade que viver em Portugal é conhecer o paraíso, viver em Portugal é ter condições de vida que grande parte do globo não tem. mas também é verdade que quando começamos a ganhar 10, queremos ganhar 15 e depois 20. Temos uma casa X e queremos chegar à casa Y. Temos o carro T. depois o S e depois chegar a ter um V.
Nunca estamos com as metas alcançadas e consequentemente surge a insatisfação. 



Sem comentários:

Enviar um comentário