quinta-feira, 14 de maio de 2015

Já tinha avisado- Sou bicho do mato !

Como é que alguém que me conhece minimamente, tem o desplante de querer controlar onde vou no fim-de-semana, com quem vou estar ou o que vou fazer ?

Tenho respeito por ti, mas existem umas linhas, as tais do meu quintal onde só entra quem eu deixo. Eu sou daqueles que posso dizer que desde bem cedo, nem a minha mãe me dava ordens - efeitos da emancipação precoce.
Ohhhhh Baby; ameaças, só tenho receio de perder a mulher que amo e as minhas filhas...

Até a nível laboral, neste momento, só existe uma pessoa a quem devo prestar satisfações que é director geral e com quem existe temor reverencial porque necessito do vencimento.

Perco uma amizade ? Sim... e consciente de estar a ser injusto. Mas prefiro continuar neste trilho de solidão, com este feitio de merda - sempre com a espinha direita e firme. O controlo da minha vida não abdico para ninguém !!!

Se sou feliz assim ? Uns dias sim, outros dias não...
 "É a vida..."

10 comentários:

  1. Além de não ser tua amiga, caso contrário certas linhas não seriam nunca ultrapassadas, é uma pessoa pouco inteligente, ou então não te conhece assim tão bem. Perdes uma !amizade"?! Paciência, life goes on e tu sabes (finalmente, acho eu) o que queres e QUEM queres na tua vida:) jinhooooooooooooossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A verdade é que ela é/era amiga verdadeira.
      Mas ultrapassou a linha que poucos têm legitimidade para tal.

      E quando assim é, existe sempre uma fractura seja qual for o tipo de relacionamento. Um dia, espero voltar a ser amigo dela. Sem cores.

      Eliminar
  2. Estou contigo! Satisfações???? Era o que faltava!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)
      Amizade era recíproca e saudável, em que os conselhos agradeço com o coração. As imposições, restrições e ameaças estão fora do meu sangue ter de aceitar.

      Eliminar
  3. Uma amigo não ameaça. Isso fazem os inimigos. :P

    Se qualquer forma se alguém ultrapassa a barreira considerada por nós "normal", podem sempre conversar abertamente sobre isso, visto que supostamente é (era?) uma relação de amizade verdadeira e até então confortável para ambos.

    Na amizade é como no amor: há momentos melhores que outros. "Só isso". :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma leitura com bom senso e razoável.

      No entanto existem coisas intrínsecas de personalidade que nem sempre aceitam comportamentos alheios, em que a legitimidade para dizer certas frases não lhes foi concedida.

      Gosto sempre de manter presente, cada um tem a sua e cada um toma decisões, os efeitos colaterais podem sempre advir, afinal, a vida é mesmo isto. Tudo está inerente às nossas palavras e aos nossos actos.

      Os dos outros dependem da nossa personalidade de aceitar/rejeitar.

      Bjinhos sourine.

      Eliminar
    2. Não podia ter dito melhor - era mais ou menos o que ia dizer.
      Mas creio, do pouco que "não" conheço o bocagiano, que é murro em ponta de faca. em todo o caso, quem se preocupa, dá estes concelhos da qualidade da sourine :D

      Eliminar
    3. A interpretação que cada pessoa tem é baseada na própria experiência das vivências que tem. Algumas pessoas que por aqui passam conhecem-me pessoalmente, outros, a proximidade é tão grande por e-mail que a proximidade parece presencial e nem aqui escrevem.
      Aceito todos os conselhos e agradeço.

      Estas coisas da net, com ponderação, controlo e com um horizonte real, acabam por ocupar espaços vazios de afectos na nossa vida que ultrapassam a realidade com quem cruzamos o olhar todos os dias...

      Eliminar
  4. E quem fala ( ou escreve assim) não é gago!
    ;)))))))))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho orgulho na resposta, mas foi impreterível.

      Eliminar