terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Não é fácil.

Acabei de deitar a mais velha.
Desde as 20h20m que fui deitar ela.

Com os nervos da pressão a que estava a ser sujeita para comer o jantar, acabou por vomitar na hora do antibiótico que ainda toma.
O cansaço da mãe, a mais nova a requerer atenção, e a mais velhita que não queria comer por birra, e, porque não é de muito alimento. Tudo junto, foi uma refeição de doidos virada do avesso.

A mais velha, tem o meu feitio e compreender ela - basta olhar os olhos.


Hoje, optei por não contar história, justifiquei o motivo e disse que a mãe é a melhor amiga que ela algum dia vai ter na vida. Aquela discussão é normal, o pai também sabe bem o que é ser irmão mais velho. Sei perceber estas coisas e o que vai ai dentro da tua cabeça.
Depois da conversa, umas festas na cabeça com uma luz ténue, e acabou por dormir sem a história que ela tanto faz questão de ouvir antes de adormecer.

Fiquei mais uns 20m a olhar para ela naquela luz branda, e não consegui evitar que a lágrima fosse solta. Conheço bem a fragilidade que aquele ser tem. Conheço a sensibilidade de ter ido para a cama com a mãe zangada com ela.
Ela tem a melhor mãe do mundo. Hoje, talvez tenha exagerado, eu optei pelo silêncio, porque em muitos outros dias sou eu a ferver em pouca temperatura. Normal em qualquer casa - penso eu.

Educar não é fácil, e os livros não ensinam bem estes pormenores.
Estou de rastos, não gosto de sentir a minha filha assim.

Dorme bem filha !
PS: Se acordares, chama o pai, ele vem para a tua cama dormir o resto da noite contigo.

5 comentários:

  1. dia tempestuoso...vagas alteradas...depois vem a bonança! é da tradição, e nessa não se mexe! boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas palavras !
      Sim, tenho a certeza que amanhã elas ao pequeno almoço resolvem o assunto. :)

      Eliminar
  2. Bom dia Boquinha:) Como estás hoje...depois de uma noite mal dormida...
    Deixa a mãe saberá recuar se tiver de ser, ou não. Ela (a filhota) saber que tem um par de abraços em silêncio é o que é preciso:)
    Há dias assim...lá em casa quem tem andado a apagar incendios entre a mais velha e o pai sou eu...

    Jinhoooooossssss e abraços apertadinhos ♥

    ResponderEliminar
  3. É igual em todas as casas... eles não vêm com manual de instruções! O que vale é que "no matter what" amamo-os e eles também nos amam, incondicionalmente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é daquelas coisas que lá casa até sabemos, no entanto, por vezes é difíciiillll. :)

      Citando a resposta à Suri inspirada em vós :
      "Adoro as quarentonas ! Sabem tanto e eu gosto tanto de aprender... lol"

      Eliminar