domingo, 15 de fevereiro de 2015

Nadar no meu mar

-dass raspou ?
-sim, achas que estás em condições de andar nestas ruas ?
- aqui, sou um verdadeiro peixe - estas ruas são o meu aquário. - Herdeira, ali é a casa da menina Cremilde, aqui é a Lataria e aquela casa onde o carteiro João Baião salta pela varanda para fugir do marido da outra.
Ali onde a minha avó morava - tua Bi.

O carro a roçar na parede é pago com o prazer de ter estado com a companhia do jantar. Perto do local onde crescemos para o hoje; sermos homens orgulhosos do presente, e, sobretudo pelo passado da nossa infância.
Claro que estou feliz ! Não foi propositadamente mas que se foda, o carro é um mero objecto...

Ahhh e líder de audiência não é mero acaso. Só a mística daquele local origina o consequente sucesso... :P 

6 comentários:

  1. Anónimo11:44

    Pelo post seguinte já percebi que o risco no carro foi consequência da vodka/lima ;P
    Apesar disso, percebo que o entusiasmo pela companhia do jantar e por reviveres a infância compensou tudo o resto :)
    Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Risco ?! Um painel machucado... Ganhei uma bela fatura de certeza. :((

      Eliminar
    2. Oxalá não nades para forabde pé...

      Eliminar
    3. Tenho certificado do ISN de nadador salvador passado em 1997. Já está fora de prazo, mas para eu nadar ainda chega. :)

      Eliminar
  2. Só um conselho de velha...(amiga)

    ResponderEliminar