sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Luminosidade para atenção.

Estive três dias em serviço externo (na minha casa).

Ontem, quando voltei o director geral, fez uma observação que achei estranha - no sentido de que uma funcionária disse que havia um "lapso" por parte do meu departamento.
- Assim, de repente não tenho presente a situação, mas vou ver o que se passa e já lhe digo alguma coisa. Conclusão: Nenhum erro.

Hoje de manhã, apanhei a funcionária que tinha feito a observação - ao passar no corredor.
 - Explique lá o que se passou na minha ausência tão relevante que até teve a honra de ir falar com o Director Geral ? - Ahhh foi sobre YKXW - Pois eu sei, e eu próprio já estive a confirmar que não existe lapso nenhum do departamento. Logo, e em situação eventualmente análoga, espero que esse tipo de questão seja colocada a alguma colega do departamento visado e não ao director geral que não tem competência para esse tipo de esclarecimento.

-Ahhhh pois... mas como o Bocagiano não estava e normalmente é a pessoa certa para esclarecer. Peço desculpa, blá blá blá...

- Eu próprio de manhã fui verificar a citada situação, parece que a senhora fez confusão ou equivocou-se.  Acontece.  No entanto, devemos ir à fonte do problema e não andar a brincar às escondidas com coisas simples que depois se tornam mexericos sem necessidade.

- Peço desculpa, não volta a acontecer. Já agora e se me permite - posso fazer uma pergunta da minha pessoal que não tem nada com a empresa  ?

-A pergunta pode sempre fazer, a resposta posso não saber responder ou não querer dar resposta. Mas a pergunta pode fazer.

Amestrada e minguada, lá fez a pergunta, como em jeito de desbloquear a tensão. Acabei por dar resposta à pergunta. Tenho dias em que estou bem disposto... :P


Existem coisas que têm trâmites a seguir e não se deve avançar por atalhos, só e apenas para dar nas vistas ou tentar colocar óleo no chão aos outros. É feio.

8 comentários:

  1. Anónimo18:22

    Atitude feia a dela. Infelizmente é o que há mais por aí... gentinha a pôr-se em bicos dos pés para sobressair.
    Fizeste bem em pô-la no lugar.
    Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi colocá-la no lugar. Isso é apenas para as minhas filhas. Como estamos a falar de adultos, foi uma mera observação. ;)

      Eliminar
    2. Anónimo08:20

      Pô-la no lugar no sentido de a teres repreendido, para que vá à fonte e não volte a querer criar "mexericos" para com isso aparecer e dar nas vistas, e/ou tentar entalar os outros.
      Joana

      Eliminar
    3. Ohhhhh Joanaaaa eu percebi o que querias dizer.
      Penso que passei a mensagem que entendi para ela não repetir. :))
      Bjinhos

      Eliminar
  2. Falta-me esse aprendizado de saber o que dizer a pessoas que nos querem deixar mal vistas e aproveitam a primeira oportunidade para "por oleo" no chão onde pisas....

    PS: A inclusão do termo "amestrar" foi interessante e ao mesmo tempo assustei-me com esta palavra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui entra o desligar os filtros e dizer o que pensamos. :))
      Amestrar foi para ficar sem dúvidas quando existem questões de acesso a "gavetas" fechadas ao público em geral...

      Eliminar
  3. PS: E a pergunta pessoal que a criatura tinha atravessada na garganta para te dizer? Afinal era de que teor?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era pessoal da vida dela. Queria um eventual esclarecimento técnico. :))

      Eliminar