quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Jogo de cintura

Faço questão de ser vertical, blá blá blá, com uma postura de ser/estar sempre conforme o ditame do eu.
Mas não sou uma ilha, como posso eu não ter jogo de cintura e dançar as músicas que sou obrigado a dançar ?

Exemplo: Em cada época do ano, o meu corpo suplica por adaptar o manípulo da água quando estou a tomar o banho matinal. Sou eu que tenho de adaptar-me às condições climatéricas da época, tal como a escolha de roupa para vestir.
Aqui, ainda vai mais além da minha vaidade, pela imagem de apresentação no local de trabalho, imposição não formal do exterior e no entanto uma imposição.
Constato que nem tudo está no meu gosto. Hoje, viria de gorro, de sweatshirt com capuz, calças de ganga de modelo descontraído e um casaco informal. Sim, eu podia vir trabalhar assim, mas a sociedade impõe proforma que estão implementadas.

4 comentários:

  1. Isso é outfit de arruaceiro... se fosse tua patroa, despedia-te.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um colaborador como eu ??!?
      Ias ponderar muitooooooooooooo :P

      Eliminar
  2. É a ditadura do dress code! Convenhamos que às vezes dá jeito que se imponha! Outras, segundo diz o ditado : " o hábito não faz o monge!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como dizem os sociólogos, somos uma democracia jovem e filhos do 25 abril.

      Eliminar