sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Recomendar viúvas.

Tenho um amigo do tipo diamante por lapidar, ingénuo, puro, daquelas pessoas em que consigo estar horas e horas junto com ele sem me fartar.
Temos a capacidade de despir a camisola um pelo outro.
Amizade de infância que perdura.
Ou seja, daqueles a quem eu recomendaria para uma relação a alguma "viúva" do meu passado. E não ficava ciumento. Porque ela ficaria bem entregue e bem servida.

7 comentários:

  1. Olha que generoso... o Natal fez-te bem :)
    Não sendo tua "viúva" mas aproveitando o espírito natalício... apresentas-me o teu amigo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só posso recomendar "viúvas" ele é meu amigo, tenho de efectuar triagem. Mas...mas e mas... Podemos combinar, ficas minha viúva e pronto !! ;)) ou pensas que sou o pai natal ?!? :P

      Eliminar
    2. Por momentos achei-te benemérito... agora vejo que é em causa própria...
      Triagem só aceito a do hospital mas a muito custo.

      Eliminar
    3. Tenho cara de samaritano ?!? :))
      Tu mereces pagar !

      Eliminar
  2. E ele? Ficaria seguro?
    Acho que aí reside a insegurança de muito homem - não gosta de ter ex por perto e tem sempre aquele receio de ser traído, que haja uma «recaída» emocional entre ex-amantes, principalmente num dos muitos momentos em que as relações se fragilizam.

    É melhor não desejares nenhuma «viúva» ao teu amigo. Ele merece alguém que não te tenha passado pelas mãos :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "As mulheres dos meus amigos são homens para mim."
      Nisto nunca falhei... :))

      Eliminar
    2. Ao reler este comentário, confirmo a insegurança do homem de a mulher ter o ex por perto. Ainda há uns meses senti essa mesma insegurança. A razão ? Sou um ciumento com peso e medida, a tal proporcionalidade que se pretende numa relação com o q.b. :)

      Eliminar