sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Insegurança (de ser único e homem)

Sou único homem que "explorou" a intimidade da minha mulher para além dos beijinhos e amassos da adolescência que ela teve. Fui o primeiro e único dela aos 20 anos.

Ontem, após o amor, perguntou se gostei e respondi que sim, - tal como sempre.
Ela solta que com as outras devia ser melhor porque ela tem noção de não ser uma louca na cama.
Retorqui que as outras não tinham o amor que sinto por ela, o que torna tudo diferente. Sexo é sexo, mas sexo com amor é totalmente diferente. (clichê)

- Quanto a amor, nunca amei ninguém assim. Tu, sim, podes questionar, até porque não podes aferir a minha qualidade porque não tens como comparar - Sim, mas como gosto da tua performance, nunca senti necessidade de conhecer outras.
-A resposta foi boa, mas este fantasma vai sempre acompanhar-me. E se um dia queres experimentar algo diferente ?!? novo cheiro, novo corpo, algo que te cative ?!?
- Estou plenamente satisfeita contigo a meu lado e o amor por ti é tanto, mas tanto, que nunca pensei nisso.
-Ohhh não acredito.
-Vais ter de conviver com essa dúvida e eu não posso fazer nada.

Fiquei em silêncio e fiquei a pensar no comentário de uma amiga há uns tempos quando lhe falei que fui o único. - "Coitada da tua mulher, e como tu dizes...só temos uma vida."


8 comentários:

  1. (Cof, cof...assunto sensível) eu e a tua patroa partilhamos "portantes" muito mais do que algum dia imaginei. Lamento, mas não te poderei sossegar, a dúvida vai-te acompanhar, sim, mas também será ela a manter-te atento, disperto ...e se ela for como eu...quando não se sentir satisfeita tu serás sempre o primeiro a senti-lo e a sabe-lo...e isso vai acontecer porque os anos passam, a porcaria da rotina instala-se e é preciso andar sempre a espana-la quarto for: Xô pá daqui para fora: Ninguém gosta de arroz com feijão todos os dias!

    Jinhoooooooosssss (para os dois, que já gosto um cadinho dela também;))))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro essa expressão e acrescento: "Arroz com feijão e quando é para variar, feijão com arroz"

      Por acaso, estou tranquilo, tenho a certeza que ela me avisa um dia, se tiver curiosidade em comer sushi. Mas como as mulheres têm fama de astutas e muito mais inteligentes...advém a insegurança. lol

      Bjinhos !!
      PS: Ela é mm especial, ias gostar dela como amiga e ela de ti. Ela é o sonho de qualquer homem para relação conjugal e de mulher para amiga. :)))

      Eliminar
  2. Só te ficam bem essas palavras, espero que acompanhes com os actos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi ?!?!?
      Palavras, actos ? ajuda-me lá a fazer um nexo de causalidade para que eu possa chegar à outra margem, fiquei no meio do rio a nadar. :)

      Eliminar
  3. Anónimo16:30

    Quando ambas as partes não têm a mesma experiência/"histórico", e quando se têm sentimentos verdadeiros, é normal existirem essas inseguranças.
    Quem não teve outras pessoas tem receio de, por inexperiência, não estar à altura,
    E quem é o primeiro de alguém (e quando ama verdadeiramente) tem receio de que a outra pessoa tenha vontade, um dia, de conhecer outras experiências com outro parceiro.

    Acho que é normal a insegurança de parte a parte. De qualquer forma, a melhor maneira de atenuar esse receio mútuo é falar sobre as dúvidas e medos, sobre o que ambos gostam e se há algo que se possa melhorar. Havendo este tipo de à-vontade e cumplicidade, em princípio não haverá motivos para alimentar esse fantasma... Estará sempre lá, mas se o alimentarmos demais, então as inseguranças e medos tomarão conta de nós.

    É importante que não se tome o outro por garantido e demonstrar sempre preocupação e amor pela outra pessoa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece um texto de caixa para artigo de revista semanal em que o tema seja "vida conjugal" :)

      Eliminar
  4. Essa conversa da tua amiga é que é "clichê". Acho que prefiro ser como a tua mulher, ter algo bom e único do que ter vários e uma merda! Antes qualidade que quantidade :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confirmo que tenho qualidade. :P
      Só não te convido para comprovar, porque agora estou em fase de tratamento. Fiquei diabético, acabaram-se os doces e a médica de família não deixa. :)

      Eliminar