segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Consumismo impulsivo.

Sempre fui simplista no que concerne aos telemóveis. Fazia questão de ter algo básico sem ligação à internet. Comprava indo à loja e pedia o mais básico somente para fazer e receber chamadas, de preferência, sem ligação à internet para não haver débitos de saldo sem eu dar conta.

Este fim de semana fui injectado no café por um amigo ao pegar no telemóvel dele.
Aquilo era mesmo muito à frente.

Há 2 anos, troquei de computador portátil que já tinha uns 7-8 anos.
Aconselharam comprar um Macintosh com o argumento de quando lá entrar, nunca mais volto a sair para o Windows. Confirmei que era verdade.

E pumba...encomenda efectuada pela impulsividade de consumo que eu próprio me penitencio ter em certos momentos.
Senti, após alguns minutos depois da compra o arrependimento. O génio do Steve Jobs fez mais um patinho cair nesta geração de consumo cego. Agora fui eu.
O "mal" está feito, agora, é tentar usufruir do brinquedo, nem que seja para justificar o balúrdio que custou.

6 comentários:

  1. Eu pata me confesso... rs
    E se pudesse tinha mais e melhor...
    Enfim, tenho o que posso. Rs

    ResponderEliminar
  2. Bem me parecia que eras toda pra frentex. eheheh

    ResponderEliminar
  3. Anónimo23:07

    Uma sugestão: usar a internet wi-fi, para não haver consumo de dados móveis.
    Num post anterior disseste ter Meo, por isso quando estiveres em casa podes usar a internet no telemóvel sem gastar. Basta seleccionares a rede nas definições, tal como se faz nos portáteis.

    Há quem caia no exagero e esteja sempre agarrado ao telemóvel. Ainda recentemente estava com uma amiga e ao lado estava um grupo de miúdas mais novas. Estavam todas juntas, eram todas amigas, mas agiam quase como se estivessem sozinhas... umas no facebook, outras a trocar mensagens ou no WhatsApp, outras na internet, etc.

    Mas a verdade é que se torna bastante prático ter internet no telemóvel. Facilita certas tarefas e vais ver que vais gostar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eventualmente vou concordar, mas normalmente estas coisas tenho-as com uma visão supérflua às necessidades. :P

      Lá vou eu mudar de ideias... :)))

      Eliminar
  4. Dá sempre um trabalho desgraçado ficar a par com as novas tecnologias. Mas por uma questão de evolução há que o fazer. As pessoas já se dirigem a ti dizendo para fazeres as operações bancárias e consultares os sites de clínicas médicas ou receitas no TELEMÓVEL... Vais dizer o quê? Mais tarde ou mais cedo, tem de ser. Porque a pessoa fica embasbacada a olhar para ti, dando-te um olhar de "gajo do terceiro mundo" por teres ficado "no tempo" em que o telemóvel só fazia e recebia chamadas e uns SMS.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo verdade !
      E quando antes nem tlm existia, hoje, sabem sempre onde andamos e se não nos atendem..."aiaiai para não atender deve haver calamidade".
      Novos tempos e consequentemente novas formas de ser/estar.

      Eliminar